Lista dos Piores Alimentos que Podes Ingerir!
Lista dos Piores Alimentos que Podes Ingerir

A sociedade evoluiu de tal forma, que os supermercados apresentam todos os dias novos produtos, que integram a lista dos piores alimentos que podes consumir!

A vida na sociedade do séc. XXI

A azáfama com que andas no dia-a-dia, faz com que tenhas pouco tempo para cozinhar, para praticar desporto e, portanto pouco tempo para cuidares de ti e da tua saúde!

Assim, procuras refeições rápidas e produtos alimentares que te facilitem a vida…

Afinal, basta ir à despensa e colocar umas barras de cereais ou umas bolachas nas lancheiras e levar uma refeição pré-congelada, que fica pronta em 5 minutos, no micro-ondas.

Mas, para além da falta de tempo, o ser humano é, naturalmente, curioso e, perante um universo, constantemente, bombardeado com novos produtos, tem sempre curiosidade e vontade de os experimentar.

Com isto, passas a maioria do tempo a alimentares-te mal e o pior é que nem te apercebes disso!

Existem muitos alimentos que consomes, porque os consideras saudáveis, quando de facto representam um perigo para a tua saúde e para a da tua família.

Neste artigo, vou descrever, os que considero…

Os piores alimentos que podes consumir:

1. Açúcar

O açúcar pode provocar obesidade, diabetes, insuficiência cardíaca, aumento da produção de células cancerígenas, alterações cognitivas e perda de longevidade.

O açúcar vicia, tal como outro tipo de substâncias ilícitas, porque quando é ingerido, ativa a produção de opioides no cérebro.

Estas substâncias ajudam a aliviar a dor e são libertadas da mesma forma, quando alguém consome drogas ilegais.

O açúcar provoca desequilíbrios e deficiências nutricionais, mudanças comportamentais e aumenta o risco de determinadas doenças, tais como: cancro, diabetes, problemas renais, hipertensão arterial, obesidade, enxaquecas, alergias alimentares, enfisema, cataratas e miopia, epilepsia, gota, gengivite, osteoporose e várias desordens corporais!

Quando comes umas bolachas maria e um iogurte liquido de aromas, pensas que estás a fazer um lanche saudável, mas a verdade não é essa…

Nessa altura estás a ingerir cerca de 25 gramas de açúcar, de uma só vez!

2. Gorduras e óleos vegetais hidrogenados

Estas gorduras são modificadas por um processo de hidrogenação, em que há transformação de gorduras liquidas em sólidas.

A indústria alimentar utiliza muito este tipo de gorduras, porque além de serem baratas, duram muito tempo e dão um ótimo sabor e textura aos alimentos.

Além de estarem presentes nos óleos vegetais (de girassol, amendoim, milho e soja) e de sementes hidrogenadas, usados para fritar, também é possível encontrá-las em diversos cremes e molhos, usados no fabrico de bolos, tortas, pizzas congeladas, biscoitos e dezenas de outros alimentos processados.

Estas gorduras provocam inflamação, o que tem repercussões em várias doenças, nomeadamente, nas doenças crónicas.

Elas também interferem na estrutura e função das membranas celulares, o que pode estar na origem de cancro, diabetes e doenças cardiovasculares.

3. Corantes, Conservantes e Aromatizantes artificiais

Todos os alimentos que os contenham representam graves prejuízos para a saúde e a maioria dos alimentos processados, não escapam a este trio!

Por exemplo, o aroma de manteiga que é adicionado às pipocas de micro-ondas, pode ter consequências graves para a saúde do cérebro.

Outro exemplo é o simples aroma a morango, usado em gelados, iogurtes, … e que pode ter cerca de 50 compostos químicos na sua composição.

Para piorar ainda mais a situação, as crianças são as que estão mais expostas a este tipo de produtos, porque todas as guloseimas cheias de cor, feitas para captar a sua atenção estão cheias de corantes e outros aditivos alimentares, com efeitos devastadores:

  • Hiperatividade e déficit de atenção;
  • Cancro;
  • Reações alérgicas, …

São apenas a ponta do iceberg…

Em relação aos conservantes, eles são usados para prolongar a vida dos alimentos e é por isso que, atualmente, tens ao teu dispor, em qualquer altura do ano, quase todo o tipo de produtos!

Eles também provocam graves problemas de saúde e estão presentes em quase todos os alimentos embalados, desde carnes processadas (fiambre, presunto, mortadela, …), pães, bolachas, refeições pré-cozinhadas, …

Se quiseres saber mais sobre este assunto e perceber a razão, que faz com que as crianças estejam mais vulneráveis a este tipo de produtos, podes fazer o download gratuito do meu E-book:

“Aditivos Alimentares – A verdade que nunca ninguém te contou”!

4. Adoçantes artificiais

A maioria das pessoas diabéticas, hipertensas ou que querem perder peso, procuram muito produtos rotulados de “light”, “zero açúcares” ou “zero calorias”, na expetativa de não conterem açúcar e serem pouco calóricos.

Este é um erro fatal e que contribui ainda mais para o ganho de peso corporal, resistência insulínica, diabetes tipo II e doenças cardiovasculares.

Sabes do que são capazes os adoçantes artificiais?

  • Alteram a microbiota intestinal, transformando bactérias benéficas em bactérias patogénicas;
  • Induzem intolerância à glicose;
  • Provocam problemas vasculares, porque acumulam-se no sangue e danificam o revestimento dos vasos sanguíneos;
  • Podem afetar a fertilidade, tanto em homens como em mulheres e aumentam o risco do embrião ter pelo menos uma anomalia;
  • Estimulam o apetite;
  • Aumentam a vontade de ingerir hidratos de carbono;
  • Induzem várias disfunções metabólicas, que levam ao armazenamento de gordura e, consequentemente, ao aumento do peso corporal.

Portanto, evita todos os produtos que contenham adoçantes artificiais, porque as consequências podem ser piores que consumires produtos com açúcar!

5. Glutamato monossódico (GMS)

Trata-se de um intensificador de sabor, usado em muitas refeições pré-cozinhadas e em grande parte dos produtos processados, embora nem sempre apareça com este nome.

O GMS é uma excitotoxina, que muitos investigadores têm associado à obesidade, problemas visuais, dores de cabeça, fadiga, depressão, desorientação, taquicardia, dormência e sensação de formigueiro.

Este produto está presente na maioria dos produtos industrializados, como croquetes, rissóis, pastéis de bacalhau congelados ou outro tipo de salgadinhos, pizzas, aperitivos, molhos e massas instantâneas, refeições congeladas, comidas diet prontas, enlatados e até mesmo em pratos de restaurantes.

6. Ingredientes geneticamente modificados

A soja e o milho, geneticamente modificados, são apenas dois exemplos, do que é feito na agricultura do século XXI, seja para aumentar a produtividade, seja para combater pragas que atacam as culturas.

O problema é que esse tipo de alimentos trazem consequências graves para a saúde!

Embora os produtores só pensem nos lucros e não na saúde da população, inclusive da sua família, esta é a realidade que temos!

Infelizmente, as indústrias alimentares, não são obrigadas a fazer referência a este tipo de ingredientes, usados no fabrico da grande maioria dos produtos processados.

Um estudo envolvendo porcos, mostrou que ao serem alimentados com alimentos geneticamente modificados (GM), apresentavam graves inflamações no estômago!

Sempre que comprares produtos que contenham soja ou milho, muito provavelmente, estás a ingerir ingredientes geneticamente modificados.

7. Xarope de milho rico em frutose

Este tipo de produto é usado muitas vezes, como substituto do açúcar, por ser bastante mais económico!

A frutose é um açúcar, metabolizado, principalmente, no fígado, assim como o álcool e é transformado em gordura.

As acusações contra o xarope de milho “saltaram à vista”, em 2004, quando um artigo científico publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”, estabeleceu uma relação entre o aumento da taxa de obesidade nos Estados Unidos e o consumo de bebidas, que continham este produto!

Em muitos produtos industrializados, o açúcar é substituído pelo xarope de milho e usado em bolos, pães, bolachas, cereais, refrigerantes, gelados, coberturas para bolos, gomas, pastilhas, …

Portanto, este produto pode provocar aumento do risco de desenvolver doenças graves, tais como: diabetes, compulsão alimentar e obesidade, doenças cardiovasculares, problemas intestinais e até mesmo cancro.

Ele pode causar disfunção mitocondrial e metabólica, tal como o etanol e outras toxinas.

Até aqui, referi 7 compostos que entram na composição de vários produtos alimentares e que integram a lista dos piores alimentos que podes consumir!

Mas, importa continuar a lista, embora com exemplos mais concretos e que podem fazer parte da tua despensa!

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

8. Cereais

A maioria das crianças e até mesmo, os adultos adoram comer uma taça de cereais!

Os pais pensam que uma taça de cereais com leite, ao pequeno almoço, constitui uma refeição completa e nutritiva para a criança…

Mas, a verdade não é essa, porque a maioria dos cereais é resultado de uma combinação de xarope de milho rico em frutose, açúcar e milho geneticamente modificado (GM).

Portanto eles não são nada mais do que hidratos de carbono refinados, que contém pelo menos 3 ingredientes, candidatos a “criminosos” da saúde humana!

Os cereais comercializados para crianças conseguem ser ainda piores, porque além dos ingredientes descritos anteriormente, contém mais um “criminoso” da lista, ou seja, estão cheios de corantes que lhes dão todas aquelas cores atraentes!

9. Pães, Sandes, Bolos, Biscoitos, …

Este tipo de alimentos contém hidratos de carbono refinados, que ao serem ingeridos decompõem-se, rapidamente, em açúcar, aumentando os níveis de glicemia, que estão subjacentes a todas as doenças crónicas, inclusivamente, diabetes, cancro e doenças cardíacas.

Muitos deles, contém açúcar, xarope de milho rico em frutose ou adoçantes artificiais, conservantes, gorduras hidrogenadas, …, portanto são, exponencialmente, criminosos!

10. Refrigerantes, Sumos de fruta, Smoothies e Bebidas energéticas

A maioria dos refrigerantes, contem xarope de milho rico em frutose, açúcar ou adoçantes artificiais, que afundam o teu corpo em doenças, incluindo tumores cerebrais, diabetes, distúrbios emocionais e cognitivos, epilepsia, convulsões, …

O mesmo se passa com as bebidas energéticas, que além de café, estão carregadas destes produtos.

Em relação aos smoothies e aos sumos de fruta naturais, podes pensar que são opções saudáveis, mas estão muito longe disso…

Muitos tem xarope de milho rico em frutose, açúcar, adoçantes e até corantes e aromas artificiais, mas mesmo os sumos de fruta naturais contêm muita frutose e estão desprovidos de fibra, antioxidantes e fitoquímicos, contrariamente ao que acontece se comeres a fruta inteira!

Beber regularmente grandes quantidades de sumos de fruta aumenta o risco de obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial, doenças cardíacas e cancro.

11. Iogurtes líquidos ou sólidos, com aromas ou pedaços

Antigamente, uma forma de conservar os alimentos era a lacto fermentação, onde se adicionavam várias culturas de microrganismos benéficos aos alimentos.

Portanto, os iogurtes fermentados estão cheios de bactérias saudáveis (probióticos), o que os torna mais fáceis de digerir, porque contribuem para alimentar a flora intestinal.

O problema é que atualmente, os iogurtes pasteurizados, que encontras nos hipermercados, não te oferecem todos estes benefícios para a saúde.

Por um lado, porque o processo de pasteurização destrói a maioria dos nutrientes e por outro, porque a maioria contém açúcar ou adoçantes artificiais.

12. Batatas fritas, Tiras de milho fritas e outro tipo destes Aperitivos

Estes produtos são hidratos de carbono refinados, com gorduras hidrogenadas, excesso de cloreto de sódio (sal processado) e muitos contém glutamato monossódico.

Para piorar ainda mais, são fritos em óleos vegetais hidrogenados, a altas temperaturas, formando-se acrilamida, um subproduto químico insípido e invisível, que está associado ao desenvolvimento de vários tipos de cancro.

13. Pizzas, Croquetes, Empadas, Rissóis, Lasanhas, Sopas e Refeições pré-cozinhadas

Todos estes produtos contém uma enorme variedade de ingredientes muito pouco saudáveis!

Aliás, provavelmente, consegues reunir em todos eles, os 7 primeiros ingredientes que descrevi neste artigo e que os torna potencialmente perigosos para a tua saúde e bem estar.

Conclusão

É obvio, que não precisas memorizar tudo o que acabei de descrever, até porque, para “bom entendedor, meia palavra basta”!

O que não podes esquecer é a melhor forma de evitar este tipo de ingredientes ou de produtos…

Nunca os compres!

Se queres ter uma vida saudável, sem doenças, com força e vitalidade, vai à tua despensa e dispensa todos estes tipos de produtos, que por lá encontrares.

Na hora de ires às compras, escolhe alimentos frescos e naturais, de preferência biológicos.

Simplifica a tua vida e come carne, peixe, marisco, ovos, fruta, iogurtes naturais, kefir, queijos feitos a partir de leite cru e legumes.

Não te desculpes com a falta de tempo, porque cozinhar um pedaço de carne, uns ovos e uma salada, demora cerca de 10 minutos!

Cozinha as tuas refeições a baixas temperaturas, usa o azeite para temperar legumes no prato e óleo de coco e banha para cozinhar!

Nos pequenos lanches come ovos cozidos, mexidos em manteiga ou estrelados em óleo de coco, um iogurte natural ou kefir com fruta e mel.

Esquece os cereais, os pães ou os pacotinhos de bolachas!

Se te apetecer um pãozinho ou umas bolachas, fá-los com as tuas próprias mãos, com ingredientes selecionados e escolhidos por ti, saudáveis e naturais!

Não te afundes num poço de doenças, porque a maioria dos produtos industrializados, empurram-te para lá e fazem-te falsas promessas!

Começa hoje a mudar a tua vida para melhor!

Termino com uma citação, para refletires…

“Antes de curar alguém, pergunta-lhe se está disposto a desistir das coisas que o fizeram adoecer” (Hipócrates)

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

Sobre o Autor

Carla Coelho
Carla Coelho

Olá o meu nome é Carla Coelho e este é o Blog Poder e Disciplina. Aqui, eu e o meu marido, compartilhamos conteúdos de alto valor sobre treino, dieta, saúde e sucesso. Sou Licenciada em Biologia, no ramo científico pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e sempre trabalhei como Técnica Superior de Laboratório na área de Análises Clínicas. Ao longo da minha vida sempre fui treinando e sempre me interessei muito por treinos, dieta, saúde e sucesso! Hoje o meu principal foco é tentar passar todo o meu conhecimento nestas áreas e ajudar qualquer um a melhorar a saúde de forma natural, fazendo dos alimentos os seus medicamentos!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.