Infeções Urinárias – Método Natural de Tratamento e Prevenção
Infeções Urinárias – Método Natural de Tratamento e Prevenção

As infeções urinárias são dolorosas, incomodativas e incapacitantes!

Se já tiveste alguma vez uma infeção urinária, sabes do que estou a falar!

As infeções do trato urinário (ITU) são o segundo tipo mais frequente de infeção no corpo humano e afetam sobretudo as mulheres!

Porque razão as infeções urinárias são mais comuns nas mulheres?

As mulheres possuem a uretra mais curta e próxima da vagina e do ânus, o que por si só já as torna mais susceptíveis a este tipo de infeção!

Ao contrário das mulheres, os homens, raramente, têm este tipo de infeção.

Não só têm uma uretra bem mais longa e totalmente separada da região perianal, como também possuem glândulas na próstata, que sintetizam um inibidor de crescimento bacteriano, que atua diretamente no sistema urinário, o que os deixa mais protegidos!

Quando se considera que existem infeções urinárias recorrentes?

Sempre que ocorram três ou mais episódios por ano, o que implica ter mais alguns cuidados!

Se tiveres infeções urinárias recorrentes e em cada uma, tomares antibiótico, corres o risco de começar a desenvolver alguma resistência aos antibióticos, o que representa um grave problema.

Qual a causa principal das infeções urinárias?

A maioria das infeções urinárias são causadas por bactérias e as mais comuns, são as do trato urinário inferior, ou seja, que afetam a bexiga e a uretra.

Nestes casos, normalmente a bactéria passa do exterior para a uretra e sobe até à bexiga, onde se fixa às paredes.

Contudo, em algumas situações, a infeção pode propagar-se até ao rim, provocando uma infeção mais grave (nefrite ou pielonefrite).

Eu já tive várias infeções urinárias e nenhuma delas foi assintomática.

Em todas as que tive, senti os sintomas caraterísticos e sempre foram bastante dolorosas e incomodativas…

Quais os principais sintomas?

Normalmente, as queixas incluem:

  • Dor e ardor ao urinar;
  • Desconforto e vontade frequente de urinar;
  • Dores na parte inferior do abdomen;
  • Urina turva, por vezes acompanhada de mau cheiro e presença de sangue.

A maioria das ITU são provocadas por uma bactéria, chamada Escherichia coli (E.coli), que faz parte do nosso microbioma intestinal.

No intestino ela não é patogénica, mas quando passa para o sistema urinário provoca dolorosas e desconfortáveis, infeções urinárias

O que acontece é que essa bactéria está no sítio errado e isso traz consequências…

A membrana celular da E. coli possui proeminências, chamadas fímbrias, semelhantes a dedos e que são constituídas por uma glicoproteína (lectina), que as torna pegajosas e lhes permite subir pela uretra, agarrar-se às paredes da bexiga e, em casos mais graves, chegar mesmo até aos rins!

Portanto, uma vez na bexiga, a E. coli não é expelida, juntamente com a urina.

Pelo contrário, ela consegue fixar-se às paredes da bexiga e permanecer lá, provocando estas dolorosas infeções!

Como já referi, as infeções do trato urinário inferior são as mais comuns, especificamente, as da bexiga (cistites) e as da uretra (uretrites).

Contudo, de vez em quando, uma ITU pode progredir até os rins (nefrite ou pielonefrite).

Esta é uma infecção mais séria e grave e que exige um rápida intervenção médica.

Sintomas de uma infeção renal:

  • Febre;
  • Dores nas costas, na zona lombar, na zona lateral, na zona da virilha ou no abdómen.

No caso de infeção renal quase sempre é necessário antibiótico e, muitas vezes, implica internamento hospitalar, por isso fica atento aos sintomas.

Mas, se se tratar de ITUs do trato urinário inferior, felizmente, as mais comuns, então podes experimentar uma alternativa natural.

Eu pesquisei bastante acerca deste assunto, testei, e quero partilhar contigo!

Método Natural para Prevenção e Tratamento

Existem estudos que mostram que o sumo de cranberry, que em português significa oxicoco, ajuda a manter o trato urinário saudável.

O que esses estudos não indicam é que a maioria desses sumos estão cheios de frutose

Então, tu estás a trocar a saúde urinária, por outro tipo de problemas ainda mais graves…

Tais como alterações bruscas dos níveis de glicose no sangue, problemas hepáticos e níveis de ácido úrico elevados, portanto essa não é uma troca vantajosa!

No entanto, existe um açúcar natural, chamado D-manose, que em 85-90% dos casos, resulta bem no tratamento de ITU agudas, na profilaxia em mulheres que tem infeções recorrentes ou mesmo na prevenção do seu aparecimento, após teres relações sexuais.

Como atua a D-manose?

A D-manose não é um medicamento, é um açúcar natural, produzido no corpo humano.

Este açúcar simples é mais parecido com a glicose, portanto todas as células estão preparadas para o utilizar.

Além disso, não provoca o mesmo estresse metabólico que a frutose.

Como se trata de um açúcar muito pouco metabolizado, é possível que seja utilizado por diabéticos, crianças e grávidas.

A D-manose tomada em quantidades generosas, fixa-se à lectina das fímbrias da E. coli e impede que a bactéria presente nas vias urinárias se consiga fixar na bexiga, sendo então arrastada, juntamente com a urina.

A D-manose funciona como um antibiótico natural, sempre que tiveres uma ITU, provocada por E. coli.

Os antibióticos matam as bactérias boas, juntamente com as que são patogénicas.

Aliás, esse é um dos motivos pelos quais podes ter problemas digestivos e desenvolver infecções fúngicas, logo após a toma de antibióticos.

A D-manose ajuda a manter uma flora saudável porque o seu modo de atuação não é destruir qualquer bactéria, é, simplesmente, evitar que bactérias patogénicas se fixem nas paredes da bexiga e impedir que permaneçam no sistema urinário.

Ela é absorvida muito mais lentamente que a glicose, não é convertida em glicogénio, nem fica armazenada no fígado, é filtrada pelos rins e levada para a bexiga e, posteriormente, excretada através da urina.

Por ser pouco metabolizada e em pequenas quantidades, não interfere com o mecanismo de regulação dos níveis de açúcar no sangue, nem causa estresse metabólico, o que torna possível o seu uso prolongado!

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

Doses indicadas de D-manose:

Para o tratamento de ITUs:

  • 1 colher de chá (cerca de 2 gramas) para adultos, dissolvida num copo de água, a cada duas ou três horas;
  • 1/2 colher de chá (cerca de 1 grama), para crianças, dissolvida num copo de água, a cada duas ou três horas.

Mesmo depois do alívio dos sintomas deves continuar a tomar, durante mais 2 ou 3 dias.

Para a prevenção de infecções recorrentes (se tiveres mais do que 2 a 3 ITUs por ano):

  • Inicia com 1 colher de chá (cerca de 2 gramas) para adultos a cada 3 horas e depois reduz, de forma gradual, ou seja, faz de 6 em 6 horas e depois de 8 em 8 horas durante algum tempo.

Para a prevenção de ITUs, após as relações sexuais:

  • Toma uma colher de sopa uma hora antes (se for possível) e outra logo após a relação terminar.

Dicas importantes para manter o Sistema urinário saudável:

  • Bebe, diariamente, bastante água pura e fresca.

Uma boa hidratação é fundamental para prevenir o aparecimento de pedras nos rins e ITUs.

A bexiga é um saco, que acumula urina, um resíduo que tem que ser eliminado, por isso ao beberes muita água, estás a fazer uma limpeza contínua desse saco, evitando a acumulação de resíduos e a fixação de microrganismos nas sua paredes!

  • Sempre que sentires vontade vai à casa de banho, ou seja, não fiques com vontade de urinar, durante longos períodos de tempo…

Se és mulher, não te esqueças de te limpar, convenientemente, ou seja, da frente para trás, para impedir que as bactérias da região perianal, cheguem à uretra.

  • Toma duche, em vez de usares a banheira, pois tomar banho com água corrente é sempre mais higiénico.
  • Se tiveres possibilidade, limpa a tua região genital antes de teres relações sexuais e imediatamente a seguir.
  • Após as relações sexuais tenta urinar, para arrastar eventuais bactérias que tenham entrado pela uretra.
  • Usa papel higiénico sem qualquer tipo de perfume, e se tiveres possibilidade lava-te no bidé com água corrente, depois de evacuares.

Faz uma alimentação saudável, comendo alimentos naturais e evitando todo o tipo de alimentos processados.

  • Consome alimentos fermentados, tais como: kefir, chucrute, iogurtes naturais ou outros alimentos fermentados, que favoreçam a tua saúde intestinal, urinária e que são bons aliados para a tua saúde, de uma forma geral.
  • Ingere alimentos ricos em manose, como por exemplo: frutas silvestres (amoras, framboesas, mirtilos,…), pêssegos, maçãs, tomate, repolho, brócolos, berinjela, nabo, grãos de café verde, cogumelos shiitake, algas, aloé vera, pimenta de caiena, goma de alfarroba e goma de guar.
  • Bebe chá de salsa – põe água para ferver e adiciona alguns pés de salsa fresca. Deixa ferver durante cerca de 10 minutos, deixando as folhas em infusão na água. Depois coa e bebe o chá, quente ou frio.
  • Bebe sumo de limão – Eu bebo todos os dias em jejum, um copo de sumo de limão sem açúcar. Espremo um limão, adiciono água e bebo. A acidez do limão ajuda a manter o pH da urina ácida, o que impede o desenvolvimento de bactérias.

Conclusão

As infeções urinárias (ITUs) afetam sobretudo as mulheres, porque, fisiologicamente, são mais susceptíveis a esta situação, já que têm uma uretra mais curta e próxima da região perianal.

As ITUs mais comuns são as do trato urinário inferior, ou seja, as que afetam a bexiga e a uretra, embora possam também afetar o trato urinário superior (rins).

A E. coli é a bactéria responsável pela grande maioria das ITUs, mas podem ser outros microrganismos, por isso convém sempre fazeres uma análise à urina (urina asséptica), para confirmares!

A E. coli não é patogénica no intestino, mas no sistema urinário ela está está no local errado, o que a torna patogénica e capaz de provocar estas infeções dolorosas.

No caso de uma infeção renal, deves dirigir-te imediatamente ao médico, mas se tiveres uma infeção urinária, do trato urinário inferior (cistite ou uretrite), causada por E. coli podes tentar o tratamento natural com D-manose, antes de iniciar a toma de um antibiótico!

A D-manose é um açúcar simples, metabolizado muito lentamente, não desencadeia picos de insulina e impede que as bactérias se fixem às paredes da bexiga, arrastando-as, juntamente com a urina.

Existem várias coisas que podes fazer, profilaticamente, para manter saudável o teu sistema urinário e evitar o aparecimento de ITUs, que passam por beber muita água, fazer uma alimentação correta, sem produtos processados e ter cuidados com a tua higiene pessoal.

“O médico que apenas sabe medicina, nem medicina sabe” (Abel Salazar).

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

Sobre o Autor

Carla Coelho
Carla Coelho

Olá o meu nome é Carla Coelho e este é o Blog Poder e Disciplina. Aqui, eu e o meu marido, compartilhamos conteúdos de alto valor sobre treino, dieta, saúde e sucesso. Sou Licenciada em Biologia, no ramo científico pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e sempre trabalhei como Técnica Superior de Laboratório na área de Análises Clínicas. Ao longo da minha vida sempre fui treinando e sempre me interessei muito por treinos, dieta, saúde e sucesso! Hoje o meu principal foco é tentar passar todo o meu conhecimento nestas áreas e ajudar qualquer um a melhorar a saúde de forma natural, fazendo dos alimentos os seus medicamentos!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.