DIETA PALEO ou CETOGÉNICA
DIETA PALEO ou DIETA CETOGÉNICA

Duas dietas de excelência, pois tanto a Dieta Paleo, como a Cetogénica contemplam alimentos naturais e mantém-te longe de produtos processados!

Se segues o blog, certamente, já percebeste que para além da Dieta Carnívora também sou fã destas duas dietas.

Aliás foi com a Dieta Paleo que iniciei o meu percurso neste mundo da alimentação saudável!

Hoje vou colocar as duas dietas frente a frente e esclarecer-te algumas questões, que te vão ajudar a decidir qual deves seguir!

Eis algumas questões:

Que dieta, eu considero a melhor?

Das duas, qual a mais indicada para usar a longo prazo?

Qual representa mais benefícios para a saúde?

Das duas, qual te aconselho a seguir?

Estas são algumas das perguntas que podes fazer e, por isso, vou tentar responder, mostrando as vertentes positivas e menos positivas destas duas excelentes opções!

QUE DIETA EU CONSIDERO A MELHOR, A DIETA PALEO OU A CETOGÉNICA?

Pessoalmente, sou um grande apologista e defensor da Dieta Cetogénica!

Porquê?

– Porque possui enormes benefícios para a saúde, em geral;

– Ajuda imenso no processo de emagrecimento;

– Previne e cura uma vasta gama de doenças…

Uma das abordagens mais importantes e relevantes da Dieta Cetogénica é na prevenção e como coadjuvante na cura do cancro…

Esta dieta é poderosa na destruição de células cancerígenas, especialmente, se for acompanhada por outros tratamentos complementares.

Além disso, melhora o sistema imunitário, que é tão importante para quem faz tratamentos de radioterapia e, ou quimioterapia.

Pelo facto de combater células cancerígenas, não é difícil promovê-la como uma estratégia que podes seguir a longo prazo, já que desencadeia um estado de cetose!

Neste processo formam-se corpos cetónicos ou cetonas.

Estas moléculas constituem um combustível muito mais limpo para as nossas células, ou seja, um estado a que os nossos ancestrais estavam habituados e que impede o aparecimento e desenvolvimento de células cancerígenas!

No caso de uma pessoa saudável, é necessário fazer a DIETA CETOGÉNICA ou basta fazer a DIETA PALEO ?

QUAL A MAIS INDICADA PARA USAR A LONGO PRAZO?

As pessoas saudáveis, não necessitam fazer a Dieta Cetogénica por períodos prolongados de tempo, no entanto há quem o faça, por motivos meramente preventivos!

A Dieta Cetogénica precisa ser bem elaborada para que não ocorram deficiências nutricionais, já que a lista de alimentos que a compõe é bastante restrita, comparativamente à da Dieta Paleo.

No entanto, deves estar consciente que existe uma diferença enorme, entre combater o cancro, ou outros distúrbios de saúde, como a obesidade, a diabetes, …

O que quero dizer é que tanto a diabetes como a obesidade são condições facilmente reversíveis.

O mesmo acontece com a síndrome metabólica, um termo médico muito utilizado quando se pretende fazer referência a fatores de risco, que contribuem para o aparecimento de doenças cardíacas, AVCs, diabetes, fígado gordo, entre outros.

Portanto, tudo depende das circunstâncias, dos objetivos pessoais e do grau de determinação de cada um!

Alguns fatores que mostram a necessidade de fazer Dieta Cetogénica:

  • Pessoas que possuam o perímetro abdominal aumentado, ou seja, homens com um perímetro abdominal igual ou superior a 102 cm e mulheres com um perímetro abdominal igual ou superior a 88cm;
  • Níveis de triglicerídeos aumentados, o que significa acima de 150 mg/dL;
  • Níveis de Colesterol HDL diminuído, ou seja, homens com níveis iguais ou inferiores a 40 mg/dL e mulheres com níveis iguais ou inferiores a 50mg/dL;
  • Diagnóstico de pressão arterial elevada, com medições iguais ou superiores a 130/85 mmHg;
  • Elevação dos níveis de glicose em jejum, ou seja, igual ou superior a 100 mg/dL (5,8 mmol/L)

Se te enquadras em alguma destas condições vais conseguir reverter este quadro, tanto com uma, como com outra dieta, embora a Dieta Cetogénica, seja ainda mais eficaz!

No caso, particular de certas patologias, onde se inclui o cancro, a epilepsia e muitas doenças crónicas, é imprescindível adotar o rigor e o preciosismo da Dieta Cetogénica!

Qual representa mais benefícios para a saúde, a DIETA PALEO OU A CETOGÉNICA?

Desde a época em que o Dr. Atkins promoveu a “Dieta Atkins”, baseada na Dieta Cetogénica, que vários blogueiros a promoveram, embora alguns o tenham feito de forma errada!

Desde então muitas pessoas seguem a Dieta Cetogénica de forma incorreta, correndo atrás de muitos que se intitulam de “autoridades” nutricionais.

Uma Dieta Cetogénica mal elaborada e seguida por mais de 2 anos consecutivos, pode ter efeitos nutricionais e metabólicos prejudiciais.

Muitos blogueiros, além de não serem especialistas em Dieta Cetogénica, não se documentaram devidamente e, apresentam cardápios com muitas falhas, tanto a nível nutricional, como nos planos de refeições.

A Dieta Cetogénica é baseada na alimentação dos nossos ancestrais e foi elaborada por vários médicos, para combater e reverter várias doenças, tais como:

  • Epilepsia (1920),
  • Cancro,
  • Doença de Alzheimer,
  • Diabetes tipo I e II,
  • Síndrome metabólica,
  • Doenças cardíacas,
  • Fibromialgia,
  • Fadiga crónica,
  • Autismo,
  • Deficit de atenção,
  • Processos neuro degenerativos,
  • Ansiedade, depressão, entre outras.

Para que hajam melhorias e remissão de cada uma destas doenças existe um protocolo rigoroso que deve ser seguido!

O público em geral, apenas quer utilizar esta dieta para conseguir emagrecer, num curto espaço de tempo…

O que acaba por fazer com que cometam erros graves, porque não estudam esta Dieta, nem os protocolos que devem seguir!

Se o teu objetivo é emagrecer tens que aprender a seguir um estilo de vida saudável, porque a perda de peso acaba por ser uma consequência natural!

Se quiseres conhecer o nosso estilo de vida e como nos mantemos magros e saudáveis, clica na imagem e conhece o nosso E-book !

Segredos Emagrecimento
E-book Segredos Ocultos do Emagrecimento + E-book Gratuito

A Dieta Cetogénica é conhecida pelo seu alto consumo em gorduras naturais e saudáveis, um consumo moderado de proteína e um baixo consumo de hidratos de carbono.

A ingestão de hidratos de carbono é limitada a menos de 50g por dia, o que restringe, drasticamente, o consumo de frutas e vegetais…

Repara que, basta comeres uma banana para ingerires cerca de 27g de hidratos de carbono, ou uma simples batata-doce cozida que te fornece cerca de 37g de hidratos de carbono.

Portanto, facilmente chegarias ao limite diário de hidratos de carbono, permissível na Dieta Cetogénica.

Este é um dos motivos pela qual, a curto prazo, a dieta Cetogénica se mostra eficaz na redução do peso corporal, melhorando o metabolismo da glicose e da insulina e reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.

A Dieta Paleo também permite que atinjas essas metas, tanto em termos de saúde, como de perda de peso e tem a vantagem de apresentar uma menor restrição alimentar, o que acaba por ser mais fácil para a maioria das pessoas.

Se não entendes nada de nutrição, ou não és acompanhado por especialistas na área, que façam Dieta Cetogénica, a longo prazo, corres sérios riscos de vir a ter deficiências nutricionais de vários sais minerais e de vitaminas, como: potássio, magnésio, cálcio, ácido fólico, vitamina C e podes aumentar, drasticamente, os teus níveis de sódio.

Não consumas sal de mesa refinado ou carnes processadas, tais como:

  • fiambre, mortadela, salsichas, linguiça, salames, patês, carnes enlatadas, caldos de carne e outros produtos industrializados, que contenham aditivos alimentares.

DEFICIÊNCIA DE POTÁSSIO

Segundo as Dietary Guidelines Americanas, o potássio representa um dos quatro principais nutrientes que está em falta na dieta dos americanos.

Provavelmente, passa-se o mesmo no resto do mundo, mas em análise estatística, a América está mais evoluída, e por esse motivo menciono-a neste artigo.

O potássio é essencial para a prevenção de doenças cardiovasculares (DCV), risco de AVC, hipertensão arterial e doenças coronárias, evitando também o risco de osteoporose e incidência de cancro.

Se não adotares uma Dieta Cetogénica equilibrada, acabarás por diminuir o consumo de vegetais e de frutas, o que consequentemente fará cair os níveis de potássio.

Na Dieta Cetogénica é importante gerir e equilibrar a quantidade de hidratos de carbono ingeridos!

Isso significa que quando ingeres frutas e vegetais, tens que escolher os que possuírem menor índice e menor carga glicémica.

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

DEFICIÊNCIA DE MAGNÉSIO E CÁLCIO

A maior fonte de magnésio e de cálcio está presente nos vegetais.

A maioria das pessoas pensam que a melhor fonte de cálcio é o leite, mas estão redondamente enganadas!

O nosso corpo apenas absorve 30% do cálcio presente no leite de vaca, enquanto que absorve 100% do cálcio presente nos vegetais (orgânicos).

Se o cálcio apenas estivesse presente no leite, como é que as vacas teriam cálcio?

Afinal, em adultas elas não bebem leite, apenas pastam!

O cálcio está presente nos vegetais e encontra-se completamente bio disponível, já que os mesmos também contém magnésio, um mineral essencial para transportar o cálcio para os locais certos, ou seja, para os ossos e para os dentes, evitando assim que se deposite nas artérias, no coração, e noutros órgãos.

DEFICIÊNCIA DE ÁCIDO FÓLICO

As principais fontes de ácido fólico não são gorduras animais ou vegetais processadas.

O ácido fólico está presente, essencialmente, nas frutas e vegetais e também no fígado.

Muitos dos “supostos seguidores” da Dieta Cetogénica não gostam e não comem fígado, uma das carnes mais consumidas nesta Dieta.

Acontece que acabam por comer carnes e vegetais processados, pensando que uma vez que se trata de carne e vegetais não há qualquer problema em consumi-los!

Está errado, porque o objetivo é comer alimentos de origem animal ou vegetal, o mais naturais possível!

As deficiências de ácido fólico originam risco de doenças cardiovasculares, AVC, cancro pancreático neuropatias, anemia, espinha bífida no feto de mulheres grávidas, …

DEFICIÊNCIA DE VITAMINA C

A falta de informação acerca dos vegetais e frutas que deves ingerir numa Dieta Cetogénica, pode comprometer o consumo de vitamina C, originando assim deficiências desta vitamina.

A carência de vitamina C pode originar escorbuto, doenças coronárias, AVC e cancro.

Se souberes escolher os alimentos certos, conseguirás obter boas fontes de vitamina C e não será necessário recorrer à suplementação.

A vitamina C proveniente da ingestão de alimentos é mais biodisponível, que a que a proveniente de suplementos.

Os níveis ótimos de vitamina C estão associados a um menor risco de fratura do quadril e do aparecimento de osteoporose, bem como à existência de maiores densidades ósseas no colo do fémur e na coluna lombar.

Esta vitamina também tem a capacidade de prevenir o aparecimento do cancro do esófago, do pulmão e da mama.

AUMENTO DOS NÍVEIS DE SÓDIO

Existe muita falta de informação à volta desta dieta e a prova disso é que existem muitos blogueiros defensores da Dieta Cetogénica, que incentivam o consumo de carnes processadas, tais como bacon, presunto, fiambre, mortadela, linguiça, salchichas, entre outras.

Outro problema grave é a falta de preocupação com o tipo de sal utilizado!

Também já me deparei com planos alimentares que promovem um consumo mais elevado de derivados do leite, tais como: queijo e manteiga, para compensar a falta de cálcio provocada por um baixo consumo de vegetais.

Os queijos contém sódio e não sabemos qual a sua origem, ou seja será sódio proveniente de sal marinho ou apenas cloreto de sódio refinado?

O mesmo se passa com a manteiga que também contém sódio, ficando na dúvida a sua proveniência.

Assim, a solução não passa por aumentar o consumo de sódio, comparativamente ao consumo de potássio, já que tal situação irá destruir a relação sódio/potássio, o que contribui para aumentar o risco de doenças cardiovasculares, cancro, osteoporose, doenças renais, entre outras.

Para melhorar a relação sódio/potássio e a bio disponibilidade do cálcio, deves acompanhar, diariamente, as tuas refeições com vegetais verdes e folhosos, consumir com moderação queijo e manteiga e excluir as carnes processadas.

Qual te aconselho a seguir?

As duas Dietas apresentam enormes benefícios para a saúde, mas há que colocá-las numa balança, pesar e decidir qual escolher, não esquecendo que tens que assumir a responsabilidade da tua escolha e cumprir com rigor aquilo que te propuseste a fazer!

A meu ver, a Dieta Cetogénica é a melhor Dieta que conheço em termos preventivos e curativos, no entanto se for feita de forma incorreta, a longo prazo, pode trazer graves consequências para a saúde!

A Dieta Paleo é menos restrita e mais fácil de entender, de seguir e de cumprir, apresentando igualmente inúmeros benefícios, mas, como já referi, tudo depende das circunstâncias e da determinação de cada um.

CONCLUSÃO

A Dieta Cetogénica tem bastantes restrições alimentares, implica um consumo elevado de boas gorduras e restringe bastante o consumo de hidratos de carbono!

Para a fazer é necessário muita disciplina e, acima de tudo, ter conhecimentos suficientes para a praticar de forma correta!

Pessoalmente, prefiro fazer a Dieta Cetogénica por curtos períodos de tempo e a Dieta Paleo por longos períodos de tempo, ou seja, durante a semana faço 2 ou 3 dias Dieta Cetogénica e nos restantes dias faço Dieta Paleo!

Iniciar a Dieta Cetogénica implicou muitas horas de estudo e, a pós-graduação que concluí em Nutrição Personalizada e Outras Terapias Alimentares pela Universidade Europeia do Atlântico, forneceu-me as bases que faltavam, sobretudo na área da Nutrigenómica, que tornou mais sólidos os pilares que apoiam esta dieta.

Para o público em geral, aconselho que façam a Dieta Paleo, por ser mais fácil de perceber, mais fácil de fazer e por ter menos restrições alimentares.

No entanto, se tiveres alguma doença grave, obviamente, aconselho que faças a Dieta Ceto, já que se for feita de forma correta, tem resultados surpreendentes.

Volto a insistir, que a Dieta Cetogénica é mais restrita no consumo de alguns alimentos e isso implica possuir conhecimentos específicos e aprofundados para a praticares, para que, a longo prazo, não tenhas nenhuma carência nutricional.

Gostaria também de salientar que existem vários protocolos da Dieta Cetogénica, para vegetarianos e veganos.

Se tens cancro, o protocolo a seguir na Dieta Cetogénica, além de restringir o consumo de hidratos de carbono, também limita o consumo de proteínas.

As proteínas são constituídas por glutamina, um aminoácido que promove o desenvolvimento dos tecidos, logo também pode contribuir para o crescimento das células tumorais.

A título de curiosidade, deixo-vos a pensar nos esquimós da Gronelândia…

Eles são um povo muito saudável e, apenas, consomem focas, leões-marinhos, ursos polares e salmão. Praticamente não comem vegetais nem fruta e a sua alimentação é constituída por cerca de 80% de gordura e 20% de proteína.

No entanto, não podemos esquecer que estes animais são selvagens (biológicos) e a sua gordura saturada é constituída por 60% de ómega 3.

Se fores saudável sugiro que faças a Dieta Paleo porque é menos restritiva, permite-te ter acesso a uma vasta gama de alimentos, entre os quais algumas “guloseimas saudáveis”, onde se incluem as frutas entre outras, mas se tiveres alguma doença crónica ou qualquer condição que queiras reverter, faz a Dieta Cetogénica.

No entanto é muito importante que sigas um protocolo correto, que contemple todos os nutrientes importantes.

Se puderes faz a Dieta Cetogénica por curtos períodos de tempo, para tirares partido de todos os seus benefícios, sem correr o risco de carências nutricionais e no restante tempo faz a Dieta Paleo.

Comer é um prazer, apreciado por muitas pessoas, por isso é importante que comas com gosto e que a restrição não afete o teu bem-estar!

Termino com uma citação: “Muitas e muitas vezes, a solução é o problema” (Lair Ribeiro)

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

Sobre o Autor

Carlos Coelho
Carlos Coelho

Olá o meu nome é Carlos Coelho e este é o Blog Poder e Disciplina. Aqui, eu e a minha esposa compartilhamos conteúdos de alto valor sobre treino, dieta, saúde e sucesso. Treino há cerca de 20 anos (com algumas interrupções), mas sempre tentando obter mais conhecimentos nesta área. Fiz uma Pós Graduação através da Universidade Europeia do Atlântico, adquirindo o grau de Especialista em Nutrição Personalizada e Outras Terapias Alimentares. Hoje o meu principal foco é fazer qualquer pessoa emagrecer, treinar, ter saúde e sucesso. De forma natural e apenas com os conselhos do Blog Poder e Disciplina quero poder proporcionar a todos, um estilo de vida extraordinário!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.