Castrar o Teu Patudo
Deves Castrar o Teu Patudo

Já te deves ter perguntado se deves ou não castrar o teu patudo

Em relação à castração, os estudos indicam que várias raças de cães, especialmente, os de grande porte podem desenvolver problemas articulares e até mesmo cancro.

Atualmente, estes estudos incluíram cerca de 35 raças e mostram uma enorme lista de efeitos secundários, que variam, consideravelmente, de raça para raça.

Algumas raças desenvolveram problemas articulares, mas não desenvolveram cancro, enquanto outras desenvolveram cancro, mas não tiveram nenhuma consequência a nível articular.

No entanto, todos acabaram por manifestar algum problema!

O estudo também concluiu que a maioria dos problemas articulares depois da castração estiveram relacionados com o aumento de peso e de tamanho do cão.

O risco de problemas articulares, em cães menores não teve relevância, mas o risco de padecer de cancro já teve!

Curiosamente, o sexo do cão teve diferenças significativas no que diz respeito à idade de castração, já que as fêmeas castradas antes de atingirem 1 ano de idade não tiveram problemas articulares nem de cancro durante os primeiros 6 meses.

No entanto, os machos castrados com a mesma idade tiveram um risco, significativamente, aumentado desses problemas.

As leis não devem ditar a esterilização ou castração do teu patudo!

A lei Portuguesa obriga os donos de raças consideradas potencialmente perigosas e que não possuem LOP (registro no Livro de Origens Portuguesas) a serem castrados.

Eu considero essa lei um autêntico crime contra a saúde do teu cão!

Eu apenas soube da existência dessa lei, quando fui advertido pela veterinária que seguia o nosso Apollo.

Numa das visitas que fizemos à veterinária para fazer a vacinação, ela disse-nos que tínhamos que castrar o Apollo!

Mas, como eu e a minha esposa não concordávamos com a opinião da veterinária, decidimos investigar a lei atual e chegámos à conclusão que o nosso Apollo não tinha que ser castrado, já que, possuía LOP.

Na minha opinião, qualquer cão que conste das listas de raças potencialmente perigosas sem LOP, só deveria ser castrado, se os donos assim o decidissem.

Em Portugal, as pessoas foram convencidas de que esterilizar um cão é considerada a decisão mais correta.

Assim, além de conseguirem controlar melhor as populações de cães, evitam também todos os problemas associados.

Mas, os estudos indicam que a castração generalizada e precoce, prejudica gravemente a saúde do teu patudo!

Se quiseres Castrar o Teu Patudo, pensa melhor…

A decisão é tua!

Mas deves ter em consideração a saúde do teu cão!

Quando o levaste para casa assumiste um compromisso com ele e esse compromisso inclui cuidar dele e dar-lhe uma boa qualidade de vida!

Antes de decidires, aconselho-te a estudares os malefícios da castração na saúde e no comportamento do teu patudo.

A castração para evitar mais ninhadas é uma autêntica crueldade e o teu cão irá sofrer com a tua decisão.

Mas, existe a possibilidade de esterilização sem retirar os testículos ou os ovários, recorrendo à vasectomia e à histerectomia.

Nesta forma de castração, os níveis hormonais essenciais à saúde e ao bem-estar do teu cão, mantém-se e evitam-se outros problemas de saúde!

Então, porque não te apresentam essa hipótese?

As escolas veterinárias em Portugal, ensinam apenas a esterilização total e a castração, a menos que o teu veterinário opte por soluções naturais.

Se a tua decisão for a castração, a minha sugestão é esperares que o teu cão atinja a maturidade física e muscular completa.

Mas pensa bem…

Será que a natureza errou quando desenvolveu as hormonas?

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

O estrogénio está presente nas fêmeas, mas também existe nos machos, embora em níveis mais baixos!

Ele é essencial para a saúde mental e física, para os ossos, para o cérebro e para a saúde dos vasos sanguíneos.

No entanto, os níveis de progesterona, também são importantíssimos, tanto nos machos como nas fêmeas, embora estejam presentes em níveis mais elevados nas fêmeas.

A progesterona reduz a inflamação e os inchaços no corpo do teu patudo e ainda melhora a saúde da tiroide e os comportamentos sociais.

Por outro lado existe a testosterona, que é importantíssima!

Esta hormona está presente, tanto nos machos como nas fêmeas, embora se apresente em níveis bem mais elevados nos machos!

A falta de testosterona provoca vários problemas de saúde ao teu patudo, como por exemplo diabetes, obesidade e fraqueza muscular!

Resumindo, pode dizer-se que todas estas hormonas são essenciais para a saúde e vitalidade do teu cão.

Basta pensares um pouco…

Quando é que os seres humanos começam a ter mais problemas de saúde?

Quando a parte hormonal começa a falhar…

Se mesmo assim o pretendes castrar, espero que tenhas consciência dos efeitos destrutivos no que diz respeito à sua saúde hormonal e que se reflete no seu bem-estar geral!

A maioria decide castrar pois, a maioria dos veterinários, convence os donos que está será a decisão mais acertada:

  • Passeios muito mais tranquilos
  • Diminui o hábito de marcar território
  • Impede uma gravidez indesejada (no caso das fêmeas)
  • Evita que a fêmea fique no cio
  • Evita infeções no útero ??
  • Impede uma gravidez psicológica, que pode provocar infeção das mamas ??
  • Evita o teu constrangimento, quando o teu cachorro se tenta agarrar às pernas ou braços das visitas
  • Impossibilita uma maior agressividade, devido a excitação sexual constante
  • Evita xixis excessivos, durante os passeios.

Mas se repares todas estas “vantagens mascaradas” que te apresentam são fáceis de resolver com paciência e disciplina.

O mesmo não acontece com as graves consequências que uma castração pode representar!

Castrar o teu patudo tem graves consequências

Um estudo elaborado apenas com fêmeas, mostrou que fêmeas castradas apresentavam uma maior probabilidade de:

  • Anemia autoimune = 700% mais
  • Atopia = 900% mais
  • Colite = 400% mais
  • Complexo pênfigo = 500% mais
  • Doença intestinal inflamatória = 900% mais
  • Hipoadrenocorticismo = 600% mais
  • Hipotiroidismo = 1200% mais
  • Lúpus eritematoso = 1200% mais
  • Miastenia canina = 400% mais
  • Poliartrite autoimune = 600% mais
  • Trombocitopenia autoimune = 1200% mais

Esta lista mostra, numa cadela castrada, o aumento em percentagem de cada uma destas doenças, comparativamente a outra cadela da mesma raça, que não tenha sido submetida a castração!

Continuas a querer castrar a tua cadela?

Estas são apenas algumas das doenças desenvolvidas após a castração…

Deves mentalizar-te que a natureza não criou os testículos ou os ovários para promover a doença, mas sim para promover a existência de saúde e de vida!

A continuidade das espécies é garantida pelas hormonas que florescem, tantos nos testículos, como nos ovários.

Não destruas o que a natureza constrói!

Se o teu cão ou cadela desenvolver um tumor testicular ou ovariano, então a opção certa pode ter que ser a castração!

Mas, se o teu patudo segue uma alimentação natural, acredito que nunca sofrerá com um tumor!

Não te esqueças que o alimento principal de um cão é a carne, pois eles tem 99% de semelhança com o ADN do lobo!

O cão descende do lobo!

Sabes o que come um lobo?

Carne!!!

Com ORGULHO!

Carlos, Coelho do Blog Poder e Disciplina!

Subscreve-te na lista VIP do Blog Poder&Disciplina

Este Blog é somente para quem quer alcançar um espirito de vencedor(a) e guerreiro(a). É interdita a subscrição a quem se resigna à derrota! Junta-te a esta legião e obterás o sucesso!

Subscrever*100% Livre de Spam

Sobre o Autor

Carlos Coelho
Carlos Coelho

Olá o meu nome é Carlos Coelho e este é o Blog Poder e Disciplina. Aqui, eu e a minha esposa compartilhamos conteúdos de alto valor sobre treino, dieta, saúde e sucesso. Treino há cerca de 20 anos (com algumas interrupções), mas sempre tentando obter mais conhecimentos nesta área. Fiz uma Pós Graduação através da Universidade Europeia do Atlântico, adquirindo o grau de Especialista em Nutrição Personalizada e Outras Terapias Alimentares. Hoje o meu principal foco é fazer qualquer pessoa emagrecer, treinar, ter saúde e sucesso. De forma natural e apenas com os conselhos do Blog Poder e Disciplina quero poder proporcionar a todos, um estilo de vida extraordinário!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Utilize este formulário para solicitar uma cópia dos seus dados neste site.

Solicitar remoção de dados

Utilize este formulário para solicitar a remoção dos seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Utilize este formulário para solicitar a retificação dos seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Utilize este formulário para solicitar o cancelamento de inscrição do seu e-mail em nossas Listas de E-mail.